Comentários

Página 46 de 158

Com um total de 1571 comentários.

Página:  Anterior  1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14  15  16  17  18  19  20  21  22  23  24  25  26  27  28  29  30  31  32  33  34  35  36  37  38  39  40  41  42  43  44  45  46  47  48  49  50  51  52  53  54  55  56  57  58  59  60  61  62  63  64  65  66  67  68  69  70  71  72  73  74  75  76  77  78  79  80  81  82  83  84  85  86  87  88  89  90  91  92  93  94  95  96  97  98  99  100  101  102  103  104  105  106  107  108  109  110  111  112  113  114  115  116  117  118  119  120  121  122  123  124  125  126  127  128  129  130  131  132  133  134  135  136  137  138  139  140  141  142  143  144  145  146  147  148  149  150  151  152  153  154  155  156  157  158  Seguinte
Mensagem:  1473
Data:  11/5/2006 11:22:20 PM
Nome:  Carlos Morgadinho
País:  Canadá
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
OBRIGADO AMIGO AVELINO TEIXEIRA

Avelino muito obrigado pelas palavras que deixaste no teu recente artigo. No entanto nada tens de agradecer. Foi uma forma de solidaridade para alguém que perdeu um pessoa muito amada, neste caso, na pessoa de tua querida mãe. Eu sei avaliar bem de dentro a dor que te tocou pois eu também, infelizmente, já passei por isso, quando foi o desaparecimento de meu pai, há vinte anos atrás. Ainda hoje não estou cem por cento recuperado estando, neste preciso momento, à beira de outro choque de abalar, é só uma questão de dias ou meses, na iminência de perder , também, a minha mãe. Amigo Avelino a vida continua mas já nunca como dantes. Há algo de vazio dentro de nós, como no teu caso e no meu. Algo que tentamo-nos enganar a nós próprios, mas que não conseguimos, como aquela frase batida, "Isto é a vida, temos que a aceitar". Mas não. É muito dificil e penoso. Acredita, amigo Avelino, estamos mais "pobres", ao perdermos aqueles que nos deram a vida. É doloroso mas é a vontade do Criador.

Um abraço.
Carlos Morgadinho



Mensagem:  1472
Data:  11/5/2006 2:25:13 PM
Nome:  MANUEL BAPTISTA
País:  PORTUGAL
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Li o que se passou no Clube a Casa dos Açores aí de Toronto. Então aí, um país dito democrático e habitado por gentes seguidoras das doutrinas da democracia, também se dão casos de abusos e prepotências de tais Zés Ninguém. Eu pensava que era só cá, neste jardim plantado à beira mar, onde os Zés Ninguém proliferam como as pragas de insectos ortópteros (conhecidas por baratas). Creio que não importa onde os portugueses estão radicados mas a ideia de andar a "cavalo" no seu conterrâneo está bem radicada nos cromossonas do nosso povo. Aparecem sempre analfabetos, ou pouco mais do que isso, que tentam, só porque têm muito dinheiro ou ocupam cargos de destaque, manipular ou amedrontar o seu patrício e muitas das vezes com a ajuda de outros elementos iguais ou piores do que eles. O que vocês têm de fazer é desmascará-los em público e pô-los a "marchar", p'ra rua, com o trazeiro impregnado de aguarrás. Safa que a raça portuguesa é retrocida como o rabo da porca.


Mensagem:  1468
Data:  11/4/2006 11:14:37 AM
Nome:  José Correia
País:  Mississauga
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
CAMINHOS A SEGUIR PARA A CASA DOS AÇORES
Li um escrito neste interessante portal assinado por outro visitante desse site, o Sr. D. Medeiros, daqui da cidade de Mississauga, e que me deixou indignado pelo descaramento e abuso de certa gente no lidar com os elementos da sua comunidade e pela falta de consideração que votam nos eventos tão importantes realizados nos nossos clubes e associações. Fiquei pois bem ruim ao ler aquele comentário e quanto inoportuno foi a atitude daquele elemento representativo de todas as associações portuguesas no Ontário. Foi, no meu pensar, um atropelar da ética que nos regem e um insulto a quantos ali presente, naquele dia tão importante para a nossa cultura açoreana. Não creio que tenha tido o consentimento dos directores da Casa dos Açores do Ontário mas estranhou-me, pelo que aquele Sr. Medeiros indicou, o facto de não ter havido reacção imediata daquela nossa casa açoreana. Assim fico a pensar que das duas uma: - ou aquele representante tem grandes poderes ocultos e sobrenaturais que desta maneira consegue neutralizar ou abafar as reações de cada um colectivamente ou então deve ser pessoa muito importante e estimada imprescindivel ao sucesso das nossas associações. Ainda bem que não estive presente pôr motivos de me ausentar para Montreal porque podem ter a certeza que havia rebuliço naquele salão. É que já é tempo para mandar parar o "COMBOIO" e por o, ou os passageiros INDESEJADOS, na rua. Façam isso e vão ver como resulta.

Jose Correia



Mensagem:  1466
Data:  11/4/2006 8:11:24 AM
Nome:  Mano Belmonte
País:  Toronto/Canadá
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Ilustre amigo JOHN FURTADO-BEM VINDO A BORDO-!
Neste "barco" que, também, é seu... E, que, persistentemente se mantém "NAVEGANDO" em àguas límpidas e transparentes, abalroando tudo e todos quantos a querem inquinar pela ética e transparência que nos assiste...Temos a absoluta certeza de que a coluna "SÓ... CIÊNCIA" ,(que o nosso amigo será responsável), virá valorizar e engrandecer (em muito) este modesto W.Site que pelos números de visitas apresentados se vai manisfestando como SUCESSO.************************

Abraço e felicidades.
-Mano Belmonte -



Mensagem:  1464
Data:  11/3/2006 10:12:05 PM
Nome:  Avelino Teixeira
País:  Canada
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Uma colaboração desde há muito desejada!.

Dirigir um portal electrónico sem apoio financeiro e fundos lucrativos não é fácil!.

É necessário primeiramente ser-se dotado de uma enorme persistência, de uma convicção irresistível e depois contar-se com a indispensável colaboração de quem tudo ou quase tudo faz por amor à camisola, como soa dizer-se!.

É o caso da Venus Creations que primeiramente foi conhecida por Venus Productions uma organização que nasceu do entusiasmo e boa vontade de dois irmãos conhecidos por John e Joe Furtado.


John Furtado e Joe Furtado

E foi assim que desde 1974 esta organização tem levado aos quatro cantos do mundo a informação pertinente às artes não só canadianas mas também de além fronteiras.

Muitas têm sido as pessoas que à medida que vão tomando conhecimento deste portal e do que aqui é publicado, tanto quanto possível, com a criação imaginária de quem gosta de escrever ou transcrever os acontecimentos diários não só da comunidade portuguesa onde se insere como também um pouco de toda a parte, vão aderindo ora com seus comentários de reconhecimento e apreço por aquilo que aqui publicamos ora com a sua preciosa colaboração. E é graças a elas que já quase duzentas mil visitas foram registadas até à presente data. Bem hajam...!

Muitas mais surgirão, futuramente, feitas por aquelas pessoas que por certo hão-de querer deliciar-se com a informação científica que aqui será disponibilizada de vez em quando por John Furtado, que desde há muito tem sido esperada e desejada e, a quem nós congratulatoriamente damos as boas vindas ao seio desta enorme família sob a chefia de Joe Furtado.

Toronto, Ontário, Canadá
venuscreations_aa@hotmail.com
www.venuscreations.ca



Mensagem:  1462
Data:  11/3/2006 5:02:13 PM
Nome:  Avelino Teixeia
País:  Canada
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Profundo agradecimento por tão grande manifestação carinhosa. Embora estivesse preparado para uma eventualidade que aos poucos se vinha tornando cada vez mais óbvia, por razões várias, quando tudo aconteceu o meu coração ficou despedaçado!. Não é fácil perder-se a presença e a companhia de um ser humano mas pior ainda quando este é um entequerido. Quantas pessoas que visitam este portal, (que paulatinamente se vai propagando pelo Mundo Lusófano graças ao empenho dos irmãos Furtado e à colaboração de um grupo de carolas que tudo fazem por amor à camisola), já perderam pelo menos um membro familiar..?. Talvez todas elas!. Por isso mesmo poderão entender a minha consternação que se agrava ainda mais pelo facto de ter perdido a mulher que há muitos anos me trouxe ao Mundo!. Por todas as mensagens de pêsames e manifestações de carinho que aqui foram deixadas para comigo e minha família, nomeadamente da Família Silva, Elaine Paiva, Mano Belmonte e Regina, Carlos e Natividade Ledo, Luis Salsa, Carlos Morgadinho, Paulo Filipe que embora sendo jovem fez questão de estar comigo durante as horas difíceis e Joe Furtado, venho agora penhoradamente manifestar o meu reconhecimento pela vossa consideração. Que Deus vos recompense. Bem hajam!


Mensagem:  1458
Data:  11/2/2006 7:59:53 PM
Nome:  Avelino Teixeira
País:  Canadá
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  

A Embaixada de Portugal no Luxemburgo tem medo de quê?.

Realizou-se no dia 22 de Outubro no Luxemburgo uma manifestação pelo direito à contagem do tempo de serviço militar para a reforma, na qual se incorporaram cerca de 500 militares e combatentes residindo em vários países nomeadamente França e Luxemburgo.

Havia sido feito com antecedência um pedido de audiência com o Sr Embaixador de Portugal naquele país o qual foi formalizado e aceite pela embaixada que por seu turno exigiu os nomes de todos os componentes da delegação.

Poucos dias antes e perante a surpresa de todos, o Sr. Embaixador manifestou a sua indisponibilidade, mantendo a audiência mas apenas com os seus representantes.

No entanto no Domingo não houve audiência. A delegação foi recebida “entre duas portas”, com desprezo e desconsideração.
A imprensa portuguesa local presente foi censurada, impedida de fazer entrevistas e de fotografar os representantes da embaixada. Atitudes que lembram tempos idos!.

Contra os hábitos daquela embaixada, a delegação foi recebida sem quaisquer formalidades.

Os organizadores daquela manifestação disseram que os representantes da embaixada receberam com a ponta dos dedos o memorando que lhes foi entregue recusando qualquer diálogo por terem ordens superiores para o não fazer e também para não darem entrevistas nem aceitarem ser fotografados pelos repórteres que ali se encontravam.

A imprensa presente protestou alegando que a impediram de fazer o seu trabalho informativo.

Tudo indica, -- disseram os organizadores daquela manifestação, que, o Primeiro Ministro, José Sócrates ignora a situação dos ex-combatentes/ex-militares emigrantes não se pronunciando sobre a mesma e, que, agora são as embaixadas que recebem ordens neste sentido e são censuradas sobre esta questão e, que, amanhã certamente serão os consulados e outros organismos do estado.
É caso para nos interrogarmos: Onde estamos e para onde vamos?.
Juntos denunciamos esta atitude incompreensível que só vem atiçar mais o fogo junto de todos aqueles que se sentem lesados pelo arrastar desta situação escandalosa --.

Nota: Será que nós ex-militares e combatentes nas ex-províncias ultramarinas residindo pela América do Norte vamos cruzar os braços e deixar que aqueles que vivem espalhados por toda a Europa lutem por nós…? Espero bem que não…! E se assim é então vamos gritar bem alto dizendo que os ex-combatentes e ex-militares portugueses emigrantes apenas querem compreender e saber porque é que a lei 21/2004, aprovada pela Assembleia da República e promulgada pelo Presidente da República em 2004 ainda não foi regulamentada.
É necessário continuar-se com nossa luta!

Para uma informação mais detalhada contactem:
António Cerqueira ou Manuel Gomes Da Silva.
Presidente da ARMCPF/França Presidente da C.E.M.L /Luxemburgo
armcpf@fapf.org



Mensagem:  1452
Data:  10/29/2006 9:44:22 PM
Nome:  jose da silva
País:  venezuela
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
ola,sou artista portugues residenciado na venezuela,ja tenho dois trabalhos discograficos,2 cds.gostava inmenso de divulgar as minhas musicas a nivel internacional,um abraço a equipa


Mensagem:  1449
Data:  10/28/2006 3:55:41 AM
Nome:  António Silva
País:  Toronto/Canadá
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
BASTA SENHOR DEPUTDO MÁRIO SILVA
Este nosso senhor deputado, revelou-se finalmente, tenho que o dizer, num autêntico TROCA TINTAS. Anda, desde que os seus LIBERAIS perderam as eleições federais, ao que parece, muito atarefado a bradar aos céus e a barafustar por todos os cantos, contra as injustiças do Governo do senhor Harper, pois este recusa-se a legalizar os indocumentados (os chamados ilegais) que, segundo os boatos que circulam, está mesmo na disposição de os recambiar para os seus países de origem. Segundo uma entrevista que concedeu recentemente numa estação de rádio local, este senhor, o senhor deputado Mário Silva, acusa os Conservadores de serem injustos e desumanos no querer expulsar do Canadá mais de 200 mil trabalhadores nesta situação. Afirmou também que a nossa economia irá se afectada pois a grande maioria destes imigrantes ilegais são issenciais ao desenvolvimento sócio-económico do Canadá pois estão ocupando tarefas muito importantes na industria da contrução civil e sector fabril. Muito bem. O "rapaz" até nem é gago e sabe bem do que está a falar, pois, como deputado, tem, obviamente, obrigação de saber destas lides das polítiquices e foi para isso que o eleitorado lhe deu a satisfação de ir sentar-se no Parlamento Federal, lá para a linda cidade de Ottawa, capital deste grande Canadá. Queria, no entanto, relembrar o senhor deputado Mário Silva, duma omissão importante na contagem desta história, ouvida na entrevista, pois, estas coisas esquecem-se, com muita facilidade ou quando se quer. E, como vejo que já está esquecido disso, é muito bom relembrar O senhor deputado Mário Silva desses factos já passados. Não sabe, por acaso, que foram os anteriores GOVERNOS DE JEAN CHRETIEN E PAUL MARTIN que, durtante mais de dez anos, andaram a PROMETER ou a ENGANAR descaradamente as diversas comunidades, sindicatos de trabalhadores, empresas de construção, etc. para que se procedesse à legalização desses indocumentados? Claro que sabe, o senhor deputado não lhe interessa é lembrar-se. Eles, do seu partido, os LIBERAIS, é que andaram a GOZAR À BRAVA com o destino de milhares e milhares de trabalhadores ilegais que, após pagarem impostos e income taxes, comprarem casas, carros, mobílias, etc., serão, para sua desgraça, e nossa também, deportados e as MASSAS descontadas ficarão nos COFRES do Governo Federal. Muitos deles inclusivé têm já filhos nascidos no Canadá. Não sabe também, senhor deputado Mário Silva, que os seus (fique com eles e faça-lhe bom proveito) LIBERAIS, alteraram, anos atrás, as LEIS dando vantagens aos que tinha DINHEIRO, que sabiam a língua inglesa ou francêsa, que tivessem completado estudos universitários nos seus países de origem (engenheiros, médicos, etc.) para depois terem que, aqui no Canadá, para sobreviver, abraçarem profissões nada relacionadas com os estudos que apresentaram quando legalmente lhes foi dada autorização para entrada no Canadá. Assim estão, por aí, muitos milhares, a trabalhar como taxistas, seguranças, vendedores de cachorros quentes, limpeza e distribuidores de pizza. A construção está a ser afectada grandemente pois, nestes últimos anos, poucos têm sido os carpinteiros, merceneiros, pedreiros, canalizadores, soldadores, serralheiros, etc. que oficialmente tenham sido autorizados a permanecer no Canadá ou que tenham sido admitidos para emigrar para este nosso país. Mesmo sabendo da gravidade da situação e que é este sector da economia a mola real do desenvolvimento do Canadá o ex-Governo Liberal nem teve compaixão nem quis resolver, para bem, este impasse. O ex-Governo Liberal, onde então o deputado Mário Silva estava inserido, esteve-se nas "tintas" para não lhe chamar um nome mais feio, para esta situação que se está a deteriorar ano para ano. A prova disso foram as afirmações do então gerente do Sindicato Liuna-Local 183, o luso-canadiano Tony Dionísio, como era frustante os contactos com os respectivos Ministros da Imigração, que só prometiam, davam esperança e, no fim, NADA FAZIAM. O que os Governos de Ottawa querem é DINHEIRO (portas escancaradas aos investimentos de contas a prazo e apostarem na bolsa). Querem também imigrantes bem formados académicamente (como sejam ciêntistas nucleares ou de foguetões) para irem trabalhar na limpeza de sanitas e esgotos. Por isso caro compatriota e deputado senhor Mário Silva, não seja cínico, não esconda a verdade, fale abertamente e elucide o seu eleitorado com honestidade. Não aponte o dedo para os outros mas sim, deve-o fazer, para o seu partido LIBERAL que o senhor deputado faz parte e é, pelo menos moralmente, conivente com esta "Mess" dos ilegais ou indocumentados. Por isso faça um Acto de Contrição, bem feito, e deixe-se de blasfemar o Governo Conservador do primeiro-ministro, Sr. Harper, pela gravidade da situação deixada pelos seus LIBERAIS que levaram um merecido chuto nas ultimas eleições gerais, tudo pelo desgoverno e arrogância que vinham mimoseando o povo do Canadá. Quanto ao senhor deputado Mário Silva não está livre que isso lhe venha a acontecer nas próximas eleições. Olhe que o eleitorado tem o olho mais bem aberto do que o senhor deputado Mário Silva pensa. O eleitorado está, neste momento, mais sensibilizado politicamente e é averso aos "Bull-Shitts". Veja o que aconteceu à candidata Liberal da zona do High-Park/Parkdale nas recentes eleições provinciais. Um chuto bem mandado. É bom, senhor deputado Mário Silva, que mantenha estas palavras na sua memória para não ficar surpreendido nas próximas eleições. Quem o avisa seu amigo é. Tá?

Antonio Silva



Mensagem:  1445
Data:  10/27/2006 5:49:22 PM
Nome:  www.venuscreations.ca
País:  N/A
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  

Venus Creations informa que a Sra Leonor Augusta Teixeira, mãe de Avelino Teixeira, se encontra em Câmara Ardente, na casa funerária Turner & Porter situada no 2357 da Bloor St. West entre Runnymede & Jane.
As horas de visita são;
das 14h00 às 16h00 e das 19H00 à 21H00, do dia 27 de Outubro.
O funeral realiza-se sábado dia 28 pelas 13H00 com serviços religiosos celebrados na capela daquela casa funerária.
O corpo da falecida irá ser spultado no Cemitério da Assunção na Tomken Rd e Darry Rd em Mississauga.

Para mais informações poderão contactar a Turner & Porter pelo Telefone; 416-767-3153.



 
Página 46 de 158

Página Anterior

Página Inicial

Página Seguinte

© Venus Creations. Todos os Direitos Reservados.