Comentários

Página 35 de 157

Com um total de 1567 comentários.

Página:  Anterior  1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14  15  16  17  18  19  20  21  22  23  24  25  26  27  28  29  30  31  32  33  34  35  36  37  38  39  40  41  42  43  44  45  46  47  48  49  50  51  52  53  54  55  56  57  58  59  60  61  62  63  64  65  66  67  68  69  70  71  72  73  74  75  76  77  78  79  80  81  82  83  84  85  86  87  88  89  90  91  92  93  94  95  96  97  98  99  100  101  102  103  104  105  106  107  108  109  110  111  112  113  114  115  116  117  118  119  120  121  122  123  124  125  126  127  128  129  130  131  132  133  134  135  136  137  138  139  140  141  142  143  144  145  146  147  148  149  150  151  152  153  154  155  156  157  Seguinte
Mensagem:  1649
Data:  5/21/2007 6:31:53 PM
Nome:  A. Borges
País:  Mississauga, Canada
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
QUE PENA ESTAR AUSENTE... Há lugares que eu não apareço por falta de tempo e também relacionado com a minha intensa actividade profissional. Tenho pena embora me sinta feliz desta maneira pois ocupo um lugar de responsabilidade numa empresa localizada nos arredores de Toronto e tudo por tudo não gostaria de abandonar. Talvez o faça quando estiver próximo da reforma pois só se vive uma vez. Essa actividade obriga-me a ausência frequentes e por vezes por períodos mais ou menos extensos, de algumas semanas. São ossos do ofício como se diz lá na nossa terra natal. Assim perco muitos eventos da nossa comunidade e desta um que recentemente foi celebrado, o aniversário do portal Adiaspora.com, um jornal da Internet com muito nível, aqui em Toronto, e que visito sempre que posso. Mais uma vez foi esta celebração, nas instalações do meu clube preferido (não fosse eu um lagarto de gema e um terceirense de fibra), o Sport Club Lusitânia. Assim lamentavelmente perdi um excelente programa que anualmente aquele portal nos oferece, com nível, e que eu chamo, não um aniversário mas um evento de cariz cultural, pelas exposições apresentadas e pelos oradores locais e outros vindos dos nossos Açores e de outros lugares da diáspora emigrada. Foi pena, pois é o primeiro que perco, desde que iniciou tais comemorações. É no meu ver um dos poucos que, ultimamente, tem apresentado programas com “miolo”, isto é de cultura, daquilo que carecemos por estes lados e que vem sendo, para nossa desgraça, substituída pela “mortífera” cultura da Pimba. Embora não assistisse às festividades quero, no entanto, saudar a redacção daquele respeitado orgão da comunicação social por nos oferecer mais um evento de bom conteúdo. É de se louvar tais empreendimentos. Assim fui informado por meus familiares e por amigos também deste evento que desde a gastronomia a palestras tudo transpirou a cultura e mais uma vez, devo mandar um Viva ao seu presidente ou director, um elemento bem conhecido no nosso meio associativo e comercial, e um natural das minhas Ilhas dos Açores. Foi pena estar ausente, torno a repetir. Tudo foi super , pelo que deduzi, excepto uma intervenção do presidente da companhia transportadora SATA que, no fim da sua intervenção, quis dar a oportunidade a um período de responder a perguntas que existissem e formuladas pelos presentes. Aqui é que eu tenho pena de não ter estado presente pois também tinha umas perguntadinhas para fazer àquele executivo da transportadora açoriana. Mas passemos à frente. Ao que parece foi apresentadas várias perguntas, na sua maioria criticas, sobre o deficiente serviço a bordo das aeronaves, dos atrasos e demoras constantes nos aeroportos e que por vezes rodam as 6 e mais horas (24 horas já me foi dado a conhecer há dois anos e a “malta” a secar nos bancos do aeroporto incluindo crianças e seniores. Foi também falado de perda de bagagem, na sua maioria de apenas alguns dias, e um caso em que já lá vai um ano sem que o presidente tenha conhecimento disso (confesso que andam a esconder muita coisa àquele elemento máximo daquela companhia de aviação ou então sabe e faz que não sabe). Tudo veio à baila inclusive sanduiches que sujam os aviões (querem ver que não contrataram pessoal para limpar os aviões). Mas o que me chateia bastante foi a resposta dada à pergunta de não haver quase voos directos para a Ilha Terceira que aquele presidente referiu não haver muitos passageiros e que a SATA está em business e assim tem que forçosamente eliminar voos para aquela Ilha, a minha terra natal, e que me dá verdadeiras dores de cabeça quando tenciono, com a minha família, visitá-la. Porque não fazem, como fazia anos atrás a TAP, escaladas por aquela Ilha, por vezes era por Santa Maria, quando se dirigiam para Lisboa ou Porto nas suas ligações? Porque razão têm os aviões forçosamente de escalar S. Miguel quando grande parte dos passageiros até nem desembarcam em São Miguel? Outra pergunta que aquele executivo deu uma resposta ambígua foi no excesso de peso que os passageiros da SATA obrigatoriamente têm que pagar em S. Miguel quando se dirigem para as restantes Ilhas pois desembarcam com 50 quilos de bagagem, mas que nos voos internos só lhes é permitido 25. No esclarecimento veio que é caso um sério o problema do excesso de peso nos aviões pequenos da SATA, pela sua segurança e regulamentos, e que a cobrança pelo peso a mais das malas é para substituir os passageiros que tinham que ficar em “terra” e isto, pela não venda daquelas passagens. Este prejuízo tinha de ser recuperado na cobrança do excesso de peso. Mas, eu, por diversas vezes já viajei de S. Miguel para a Terceira com o avião CHEIO e mais de metade dos passageiros eram, como eu, do voo internacional vindo de Toronto. Pagamos o excesso de peso e o avião foi...CHEIO. Faz sentido tal explicação? Claro que não faz! Outra pergunta foi sobre o preço único tanto para residentes dos Açores como para os visitantes que, na maioria esmagadora são açorianos na diáspora. Ao fim de 30, 40 ou 50 anos a viver longe das nossas Ilhas Bem Amadas já não somos, ao que parece, filhos dos Açores. Ponho esta equação na seguinte forma – Uns são filhos e os outros são enteados, ou bastardos. Para mim, pela minha experiência ao longo dos anos, isto não é mais nem menos da prepotência dos governantes Açorianos, na sua grande maioria de origem Micaelense que pensam que S. Miguel é a primeira em tudo e os outros... que esperem um bocadinho pelas migalhas e sobras (vejam bem os componentes do governo, seus secretários e directores regionais e poderão descortinar se tenho ou não razão). Claro que na boca dos Micaelense os Terceirenses “não gostam de trabalhar, são uns preguiçosos, só querem touradas e folias, etc”. Esquecem-se no entanto que na agro-pecuária estamos quase à frente da Região e com o rendimento da Base Americana das Lages foi, e talvez seja ainda, um maná para o povo açoriano durante mais de 60 anos. Foi ou não, onde centenas ou milhares de trabalhadores de S. Miguel “emigraram” para ali, honradamente, trabalharem e sustentar a família? Mais, ainda há poucas semanas a SATA descolou do aeroporto de Toronto duas horas mais cedo do horário indicado nos bilhetes deixando muitos passageiros em terra, sem hotel e com um número de telefone cuja gravação informava que se encontravam encerrados e que o horário era das 9 horas às 5 ou 6 horas da tarde, nos dias úteis (isto foi, ao que parece num Domingo). Não é “estória” e passou-se com um familiar de um amigo meu. Por fim, após a vã explicação do presidente da SATA, que, no rosto mostrava estar CANSADO, por tantas perguntas e subsequentemente as devidas explicações terminou com uma frase mais ou menos deste género: “...se não me perceberam digam-me que eu repito.” Esta foi o “salgar a ferida”. É ou não é de chamar-se “atrasados” aos presentes? Outra ainda bastante engraçada ou hilariante, foi o representante do Governo dos Açores, o Dr. Carlos Corvelo, ter ficado indignado (possivelmente por uma paragem da digestão) ou ouvir as criticas sobre a falta de ligações directas com a Ilha Terceira. Ao que me disseram aquela alta individualidade, em vozeirão arrematou, do lugar onde se encontrava sentado, “...Que se não fosse a SATA tínhamos (todos nós emigrantes, possivelmente) de ir a pé, para a Ilha Terceira...”. Basta Dr. Carlos Corvelo, meu bom patrício de quem muito me orgulho. Já reparou o Dr. que não precisamos de ir a “pé”. Temos outras alternativas ou outras companhias aéreas que poderão, numa eventualidade, substituir a SATA no seu serviço? Ou pensa o doutor que se a SATA parasse a sua actividade internacional não haveria aqui, e noutros lugares, agências de viagens que fretassem aeronaves para nos levar para a Ilha Terceira? Só aqui temos a Vistasol, Acord, P. Lawson, Air Transat, SkyJet, etc., etc. Pode estar ciente que não ficaríamos abandonados, mesmo que a SATA fosse só direccionada para o norte da Europa e outros lugares. Rei morto, rei posto, é o que dizem os antigos. Enfim, tudo isto é fado tudo isto é triste, tudo isto temos que “engolir”. Perdi um “show” de primeira qualidade. Prometo que não faltarei para o próximo ano noutro aniversário da Diaspora e lá espero ouvir coisas deste género que não irão embora sem a devida resposta. Doa a quem doer. Com uma boa tarde A. Borges


Mensagem:  1648
Data:  5/19/2007 1:13:45 PM
Nome:  Manuel Pereira
País:  Toronto, Canada
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Então nao ha ninguem neste Toronto que fale das multas do parking dos carros. E um vegomha. Estes politicos mal amanhados so conhecem agente quamdo e tempo das eleicoes. Sao mesmo uns gaijos porreiros. Apertam as nossa maos e dissem que somos uns gaijos porreiros e trabalhadores. Ja estou cansado de tanta mentira e falta de vergonha. Sao vergonhosos. A City Hall anda a procura de dinheiro e vai buscalos aos nossos carros quando os deixamos parkados para ir comprar os papo secos e irmos as nossas festas nos clubes ou quando vamos a missa. E uma coriscada de multas a enfeitar os nossos carros. Eu ja os vi a algum tempo atras ali na Casa da Madeira onde eu estava numa festa, na rua ao lado e dentro do carro a espera da meia noite para comessarem a por as multas. Um deles pois eram dois agentes dos tiquetes das multas estava a olhar para o relogio pois quando fui modar o carro quando faltava 5 minutos para a meia noite. Quando e que os nossos jornais comessam a fazer barulho pois desta maneira ainda acabam por fecharem os clubes pois nos temos receio de ir as festas e apanhar multas. Ate quando estamos la dentro estamos a rezar a Nossa Senhora para que nao apanhamos multa. Antes da meia noite e tudo a correr para a porta a iremse embora para nao apanharem multas. E uma vergonha e os gaijos dos councillors nao querem saber. O problema e nosso. Agora nem podemos pagar a multa no Banco e temos que mandar por correio ou faltar ao trabalho para ir a Jonh Street para uma bicha de 15 a 20 pessoas e perdemos 2 horas e apanhamos outra multa quando voltarmos para onde o carro esta. Por mim nao voto mais neles. E tudo a mesma coisa. Nao nos defendem. Defendem so a City Hall. Querem dinheiro pois Otawa e o Quens Park nao lhos da e veem buscar a nos nos parking e nas taxas da casa. Por que e que nao vao para as zonas da Rosedaile ou Forrest Hill? Esses e que teem muito dinheiro. Os jornais que comecem a demascarar o trabalho desses senhores Patalonnes, Ciambroni, Palacio e outros. Nao querem saber de nos. Aquilo e um emprego para eles e nao nos defendem. Estamos entregues a Deus Nosso Senhor e aos policias de parking.


Mensagem:  1647
Data:  5/19/2007 10:04:50 AM
Nome:  A. Borges
País:  Mississauga, Canada
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Mais uma vez volto ao convívio deste portal. Desta com uma critica a certos locutores de rádio que, por sua alta recreação ou mandados pelo chefe ou patrão, vêm para os microfones arrotar, penso que serão arrotos articulados, em frases, ou slogans, desta estripe: "...somos a rádio mais portuguesa no Canadá...". Boa. Ainda não tinha ouvido um tal arroto fenomenal. Foi tão ribombante que até estremeceu o vidro parabrisas da minha viatura que conduzia naquele momento. Qual a razão de tal dito ou arroto? Possivelmente porque os seus donos ou accionistas e todos os seus locutores, técnicos de som e pessoal de escritório nasceram em território nacional. Não haverá por lá ninguém que tenha nascido no Canadá, Bermudas e noutros muitos países? Ou estarão a dizer-nos, por outras palavras, que as outras estações de rádio só têm mangicakes? Possivelmente, e não é o caso, a programação total daquela estação é só, e apenas só, na língua de Camões? Enfim são as vicissitudes da vida e que, forçosamente, temos de estar preparados para ouvir tais melodias, ou arrotos, saída da boca de certos profissionais (?) da nossa rádio e que, no caso deste pré-aprovado "slogan", de certo veio mandado das camadas administrativas ou dos chamados directores de programação.


Mensagem:  1646
Data:  5/18/2007 5:34:29 PM
Nome:  Tony Martins
País:  Portugal
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Parabens Paulo,o video doce mae esta muito lindo. Tambem gostei de ouvir os teus backup vocalistas. Parabens Paulo e teu Pai Avelino.


Mensagem:  1645
Data:  5/17/2007 1:19:54 PM
Nome:  Cruz dos Santos
País:  Coimbra, Portugal
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
AMIGÃO JOE:
estive, ontem, com os meus filhos, neta, mulher e genro, a apreciarmos a vosso distinto "SITE" da "VENUS CREATIONS" e, como é óbvio, avaliarmos os textos da minha autoria, que o meu "AMIGO-DE-PEITO" JOE teve a amabilidade e a gentileza de fazê-los chegar a todos esses simpáticos e amáveis utilizadores (Cibernautas). A todos, um BEM HAJAM!
Com os profundos AGRADECIMENTOS, desejo ainda afirmar à tua pessoa, a minha mais alta Admiração e Respeitosa ESTIMA...
Com um Abraço grande do muito Amigo, sempre ao dispor
cruz dos santos


Mensagem:  1644
Data:  5/15/2007 1:50:15 AM
Nome:  nelson fontes carvalho
País:  N/A
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
BOM DIA Estimado amigo JOE Hoje aqui envio algo muito espcial para o "nosso" site, espero que apreciem e, divulguem para o mundo´ o interesse que desperta esta página. Porém desejava que fosse apresentada com aqui a mando rápido como deve ser. para váos os meus calorosos parabens sou ao dispor nelson


Mensagem:  1639
Data:  5/7/2007 7:29:40 AM
Nome:  Fatima Toste
País:  canada
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Bom dia Joe, Parabens por mais o grande sucesso da passada sexta feira e os meus agradecimentos por nunca te esqueceres de me convidar.


Mensagem:  1638
Data:  5/6/2007 2:16:58 PM
Nome:  Carlos silva
País:  Canada
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
DONA CANDIDA

É minha vizinha esta senhora de 90 anos de idade, vive só, mas a sua maneira de ser é tão contagiante, que tem sempre quem a acompanhe. É uma excelente pessoa, que mesmo com esta idade, procura sempre não estar dependente de ninguém. É alegre, com boa disposição e não deixa de dizer o que lhe vai na alma, sempre a que pretexto fôr. Saiu num fim de semana com umas 2 amigas, para irem a um restaurante da nossa comunidade. E no final, teve de ir ao quarto de banho, e para lá chegar teve de descer por umas escadas díficeis.
A proprietária do restaurante teve o cuidado de avisar que era perigoso, e fez acompanhar a Dona Candida, por uma empregada.
Quase ao final das escadas, disse à acompanhante que já estava no fim da escadaria e portanto já não havia perigo.
Pronto, foi quando se deu o acidente, caiu nos ultimos degraus, e foi para o Hospital, onde 3 dias depois foi operada.
Logo após a operação, pediu às amigas que a acompanharam no almoço e que todos os dias a visitaram, para me informar do sucedido.
Logo de imediato fui ao Hospital, condoído com tal acontecimento e atendendo à sua idade, pensei sempre o pior.
Antes de seguir para o Hospítal passei no AMAR FLOWERS para adquirir um ramo de flores, para não ir com as mãos a abanar.
Contei, ao Furtado e à Isabel, o acontecimento, e estes bons Amigos, fizeram um lindo ramo de flores e não quiserem cobrar nada.
Quando chegue junto da cama da DONA CANDIDA, fiquei estupefacto com a sua aparencia. Ninguém diris que esta senhora com esta idade, estaria tão radiosa, tinha uma aparencia angelica que irradiava iuma luminosidade, que me comoveu.
Simpaticamente, falou comigo, como se nada lhe tivesse acontecido, realçando sim os profissionais do Hospital que a estavam cuidando.
Hoje, foi mudada para o Hospital Hilcrest, para recuperação, e só posso visitá-la no próximo sábado, eu tambem vou passar estes dois dias no Hospital.
DONA CANDIDA até breve e continue com a sua boa disposição.

3,05,07 Carlos Silva



Mensagem:  1635
Data:  5/5/2007 9:28:56 AM
Nome:  Mano Belmonte
País:  Toronto/Canadá
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
O Poeta disse: 'O HOMEM SONHA E A OBRA NASCE'...Parabêns "Família -VENUS CREATIONS-" pela excelente festa e êxito obtido "AMOR DE ARTISTA-2007".Esperamos ansiosamente reportagem sobre a mesma. Bem haja a todos ! - Mano Belmonte -


Mensagem:  1634
Data:  5/5/2007 9:14:19 AM
Nome:  Anónimo
País:  N/A
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Não foi em vão que o poeta escreveu: O HOMEM SONHA E A OBRA NASCE...


 
Página 35 de 157

Página Anterior

Página Inicial

Página Seguinte

© Venus Creations. Todos os Direitos Reservados.