Comentários

Página 30 de 158

Com um total de 1571 comentários.

Página:  Anterior  1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14  15  16  17  18  19  20  21  22  23  24  25  26  27  28  29  30  31  32  33  34  35  36  37  38  39  40  41  42  43  44  45  46  47  48  49  50  51  52  53  54  55  56  57  58  59  60  61  62  63  64  65  66  67  68  69  70  71  72  73  74  75  76  77  78  79  80  81  82  83  84  85  86  87  88  89  90  91  92  93  94  95  96  97  98  99  100  101  102  103  104  105  106  107  108  109  110  111  112  113  114  115  116  117  118  119  120  121  122  123  124  125  126  127  128  129  130  131  132  133  134  135  136  137  138  139  140  141  142  143  144  145  146  147  148  149  150  151  152  153  154  155  156  157  158  Seguinte
Mensagem:  1748
Data:  10/14/2007 1:34:02 PM
Nome:  Leão Poético
País:  N/A
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
UM BEIJO TRAZ DESEJO.

Dedicado especialmente
A todas simpáticas leitoras
Aqui do Canadá e, Brasil

Um beijo pode ser como desejamos, d’amor,
Ardente, amante, hipócrita sensual,
Rápido, húmido, demorado, divinal,
Doloroso, gelado, falso, encantador!

Fingido, frio, quente, suave, conjugal,
Febril, fingido, satânico, perturbador,
Apaixonado, correspondido, pecador
Fervente, execrável, profundo, celestial!

Infindo, expressivo, lascivo, extremoso,
Respeitoso, inebriante, firme, formoso,
Perfumado, confuso, sagrado, santo, terno,

Delicioso, insípido, ligeiro, profundo,
Inocente, mudo, nervoso, longo, imundo…
Mas o beijo melhor, mais querido é, o materno!

Leão Poético



Mensagem:  1747
Data:  10/14/2007 12:02:47 PM
Nome:  Luiz S Lopez
País:  Canada
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Bom Domingo Senhoras e Senhores, mas a resposta é para o Sr. J. De Sousa. Sentiu-se agredido porquê? Será que viu o seu nome no texto? Que Pena...Não devo ser punido por crer na união, não acha? Com quanto ao tratar-me, (como disse) se fosse necessário não veria nenhuma inconveniência, é tratando os probemas que o homem cresce. Sou médico há 20 anos, e pode ser que num desses hospitais por aí nos possamos cruzar, assim lhe darei o meu parecer. Aqui neste site maravilhoso não perderei mais tempo. Obrigada


Mensagem:  1746
Data:  10/12/2007 12:00:08 PM
Nome:  J. DeSousa
País:  Mississauga
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
É verdade o que um visitante deste portal, sr. Luiz Santinis Lopes, afirmou. Nada mais claro do que “ao menos se alguns falassem com conhecimento de causa” o que me mostra este visitante estar a “milhas” dos assuntos que a comunidade portuguesa se debate. Claro que o senhor Lopes, segundo afirmou, vive perto de Toronto mas que não frequenta a comunidade portuguesa e até se sente bem assim. Respeito esta maneira de estar no mundo mas não respeito as baboseiras, algumas ofensivas, que deixou registradas, à nossa comunidade em geral, mais propriamente direccionadas aos autores de certas opiniões que revelavam falta de formação e de personalidade. O senhor Luiz S. Lopes é que me “cheira” a um universo de ignorância por dizer-nos não frequentar a a nossa comunidade, presumo a portuguesa, pois não sei se é brasileiro ou de outras bandas, não estando habilitado a opinar pelo total desconhecimento nesta matéria. Pergunte, por exemplo, não sei se conhece algum, dos nossos artistas portugueses aqui radicados e faça-lhe a pergunta se concordam estarem a ser substituídos por artistas de outras comunidades, nas festas culturais? Verá a resposta, logo. Será, já que o senhor não frequenta a comunidade portuguesa, não saiba o que é preservar uma cultura? Ou já, pelo que nos diz saber navegar na NET (que é uma coisa muito difícil só compatível com os cientistas mestrados de foguetões interplanetários) já foi engulido pela “globalização” e agora tudo o que é musica e folclores chinês, português, russo, brasileiro, texano, etc. é tudo a mesma coisa, para si, obviamente? Senhor Luiz Lopes respeite os críticos e os DIZEDORES (uma palavra inventada por si o que me diz que já está numa fase de mutação cultural muito adiantada) e não entre em quizílias, como a presente, onde os seus conhecimentos são muito, mas muito limitados e que me leva após “digerir” o seu conteúdo, a ter muita dó e comiseração por si, pelo seu atraso e pelas suas faculdades mentais. Trate-se com um bom especialista pois penso que ainda não é um caso perdido e há por aí, com muita paciência, uma recuperação possível da sua personalidade.


Mensagem:  1745
Data:  10/12/2007 1:44:23 AM
Nome:  Luiz Santinis Lopes
País:  N/A
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Senhoras e senhores, venho por este intermédio felicitar o Sr. Furtado por tão bela página, na qual, sem descriminação alguma, promove os artistas, e à sua custa. Para manter uma página destas deve gastar uma nota preta. Tudo bem, nem todos estão contentes mas sendo a página do seu proprietário ele, (ou eles) promovem e divulgam quem manisfestamente tem interesse pela lingua e pela cultura de Portugal gravada pelo mundo fora. O me me dá ganas de dizer duas coisas... não posso. Teria muito que dizer dos criticos e dos dizedores de coisas negativas. Vivo perto de Toronto mas ainda bem que não frequento a comunidade. Não quero e assim me sinto bem. Mas estou muito bem informado, felizmente sei navegar na NET. A terra do meu avô me interessa. Não sei quando é que o povo vai evoluir. Se se virarem para Portugal continental e ilhas adjacentes constararão que tudo teve um progresso grande nos últimos 25 anos. Aqui neste site bom de ver vejo grandes criticas sem fundamento. Agora até deu para atacarem outros cantores. Será que o Sol não nasceu para todos; será que os palcos não são suficientemente grandes para acolher a todos? Depois, o Brasil não terá sido descoberto por Pedro Alvares Cabral. Claro que foi, em 1500. Serão ou não os brasileiros vossos irmãos?! Quando é que as pessoas se habituarão a respeitar os outros e as decisões empreendidas para este ou aquele evento? Cante o Pedro ou António, fale chinês ou português são gente humana a viver no mesmo Planeta. Ao menos se alguns falassem com conhecimento de causa, sobre as coisas que alegam, talvez a critica tivesse fundamento. Quando se critica pela positiva é bom e salutar, mas quando a critica surge pela vontade de mal dizer assim não leva ninguém a lado nenhum. Só revela falta de formação e de personalidade. Eu so me pergunto se os criticam negativamente lá nas terrinhas tinham tanta força como agora... anos de lua farta. Espero que haja uma mudança rápida nas mentalidades perversas para que se ponha não em risco o futuro da língua portuguesa e também das belas tradições tão bem enaltecidas pelos povos. Virei aqui mais vezes. Felicidades


Mensagem:  1744
Data:  10/11/2007 7:39:26 PM
Nome:  A.Sousa
País:  Canada
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Decio, aqui neste site trata-se do mesmo.So olhando pra pagina da frente ja vez quem eles suportem.O resto dos artistas ficaram a onde? Em fim.


Mensagem:  1743
Data:  10/10/2007 5:33:59 PM
Nome:  Décio Gonçalves
País:  Canada
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Sobre os nossos cantores brasilheiros: Olá meus senhores so agora é que deram por isso?. Ainda bém a pouco tempo ouve uma senhora pequenina e muito engraçada, mardoma da festa da nossa sra. do Monte no Madeira park,contactou-me para eu ir cantar na mesma festa,so que nao me podia pagar,porque ia covidar um brasilheiro com dançarinas, e o custo dele era muito elevado,e que ele era o convidado de honra?será que eu tenho que mudar para brasilheiro, ou entäo dizer que venho da madeira para poder receber o mesmo caxé.


Mensagem:  1742
Data:  10/9/2007 8:11:06 PM
Nome:  J.Costa
País:  Canada
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Bem dito estas palavras, so que tem a culpa toda disto sao as radios Portugas.alguns anos atraz quando havia o programa brazileiro na C.I.R.V nao se ouvia nem uma cancao de origem Portuguesa, mas os programas Portugueses nunca paravam nem param de por musicas brazileiras... agora vamos ver uma coisa...Poprtugal(Portugueses) sempre foram o pais dos papagaios.tudo que viam e ouviram tudo faziam. Com tanta e tantos artistas de alto nivel em Portugal e nem so...por todo o mundo o apoio vai pro Brazil..por que? sera porque o Brazil foi colonia Portuguesa?? entao ai davam apoio a Macau,Cabe Verde,Guine,Sao Tome,Principe..etc etc etc..nao meus caros amigos..e porque o problema dos nossos artistas da comunidade esta a cantar de borla..e muitos pagam o seu bilhete de entrada pra se porem em palco cantar 3 4 5 sei la ate 10 cancoes, para poderem vender os seus CD's para viverem,enquando os clubes e organisacoes aproveitem o dinheiro que nao pagaram a certos e detirminados artistas para pagarem os outros que nao sao de cae muitos nem sao Portugueses....Vergonha!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Mensagem:  1741
Data:  10/8/2007 9:19:39 PM
Nome:  J. DeSousa
País:  Mississauga
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  

FESTAS E CONVÍVIOS SOCIAIS DA NOSSA COMUNIDADE ABRILHANTADOS COM MÚSICA...... BRASILEIRA!

Isto vai de mal a pior cada ano que passa. Criticamos certos clubes e associações de, nos seus aniversários e semanas culturais, trazerem exclusivamente cantores e grupos musicais dos EUA e Portugal, embora todos, sem excepção, de cariz portuguesa com música apropriada daquelas terras que nos viram nascer. É que muitos, quase a maioria, dizem termos umas boas dezenas de artistas luso-canadianos bem como dezenas de ranchos folclóricos de primeira grandeza Eu também apoio estes críticos pois não acho bem que tragam “estrelas” doutras bandas quando temos aqui tão bons ou melhores.

Mas agora esta situação transbordou o pote. É que ainda muito recentemente, neste último fim de semana, realizou-se uma festa no Oasis Convention Centre, que, na parte de entretenimento, estava anunciado a presença de um artista... BRASILEIRO, o Marcelo Neves. Sendo a maioria dos presentes naturais da Ilha de São Miguel, das Furnas, não me digam que os artistas portugueses já.... NÃO PRESTAM ou já não gostam de ouvir a canções dos seus torrões. Então não temos um punhado de bons artistas açorianos, para não se falar de outras regiões de Portugal, dos quais destaco apenas alguns que há muitos e muitos anos vêm animando os nossos convívios, como por exemplo o Tony Melo do Starlights, Daniel Carvalho, Miguel Cordeiro, Manuel da Ponte (Bulhões), Vitor Martins, Dinis Cruz, Eduardo Mourato, Tony Câmara, Michelle Tavares, Augusto, João Marques, Liz Rodrigues, Avelino Teixeira, Tony Silveira e a sua Banda, Jessica Amaro, Mário Marinho e João Ledo. Mas se, por qualquer razão não gostassem destes, dos Açorianos, tinham mais de outras regiões para escolher dos quais destaco Tony Gouveia e o seu conjunto (Tabu), Décio Gonçalves, Maria Assunção, Humberto Silva, Isabel Sinde, Suzanne Silva, Minah Jardim, Otília de Jesus, Duo SaoLindas, Duo Santos, Fátima Ferreira, Nancy Costa e muitos outros cujos nomes olvidei temporariamente.

Por este andar parece que os artistas brasileiros estão-se a infiltrar na comunidade portuguesa pois só aqui, com mais de 400 mil luso-canadianos no Ontário, poderão sobreviver.

Será que os brasileiros vêm às nossas festas de “borla”? Ou por metade do preço ou “dê lá qualquer coisa” por Graça do Divino Espírito Santo?

Temos que ser firmes nestas nossa decisões. Eu, por exemplo, não fui ao encontro anual dos Amigos das Furnas pela simples razão de não concordar com o programa apresentado. Se aquele encontro fosse encabeçado por um artista luso, não importando se dos Açores, da Madeira ou do Continente, eu estaria presente e com muita alegria. E vos digo que a partir de hoje ninguém da minha família espalhada por Toronto, Mississauga e Brampton, frequentará, e somos na totalidade cerca de 90 pessoas, tais festas portuguesas, com sabor “abrasileiradas”.

Se todos fizerem isto os artistas brasileiros irão, e muito bem, animar outras festas dos seus conterrâneos e dos países latinos da América do Sul e Central. Aí é que eles estão dentro da sua cultura do samba, salsa, merengue, bossa nova, calipso, cha-cha-cha, etc.

Não. Não meus senhores. Isto não é um desabafo discriminatório contra os brasileiros. Nada tenho contra eles embora tenha observado frequentarem mais as suas lojas que é muito natural pois só ali encontram os produtos tropicais ou genuínos importados do Brasil ou do Continente Sul Americano. Nós temos uma cultura a preservar e nestes convívios, de cultura, toca de dar apoios e distribuição a outras culturas. Se ainda fosse a festa do Carnaval ou Halloween, até concordava, pois lá nisso os brasileiros têm música da saudosa Carmem Miranda e outros para animar bem este tipo de festa embora nestes últimos anos tenhamos já no continente programas ao ar livre onde se movimentam milhares de dançarinos.

E agora, para terminar, gostaria de perguntar à Comissão de Festa dos Naturais e Amigos das Furnas, se pediram apoio àquela autarquia, a Câmara Municipal das Furnas, ou aos Gabinetes de Cultura e de Apoio à Emigração da Região dos Açores?

Como vivemos numa sociedade multicultural não irei ficar basbaque num futuro próximo se estas festas dos açorianos, madeirense e continentais serem composta apenas de cantores gregos, polacos, chineses, tibetanos, indianos, etc. e ao fim de cada exibição batermos loucamente palmas, de pé, sem que tivéssemos percebido patavina dessas canções ou do que cantavam.

Lá chegaremos, por este andar.



Mensagem:  1739
Data:  10/5/2007 5:53:19 PM
Nome:  J. Costa
País:  Canada
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Apoiado 100% Sr. Borges..aqui na zona de Toronto so quem e de origem da ilha maior e que tem Valor e apoio de toda gente!! O resto das ilhas so servem para encher o buraco.


Mensagem:  1738
Data:  10/4/2007 10:55:57 AM
Nome:  A. Borges
País:  Mississauga
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
AÇORIANOS, CADA VEZ MAIS DESUNIDOS... Fiquei triste. Muito triste mesmo quando um amigo meu me disse o que aconteceu numa festa realizada no Clube Lusitânia, não por esta associação que apenas tinha cedido as suas instalações para que a festa de angariação de fundos pudesse ser realizada. Segundo este meu amigo que não é açoriano mas que ama aquela região de Portugal e, sempre que pode, lá vai, com a família, passar as suas férias, lamentou a ausência da comunidade açoriana e das suas organizações num jantar/convívio com entretenimento para colecta de fundos para a recuperação total duma igreja da Ilha de São Jorge, bastante danificada pelos abalos sísmicos de 1964. Outros, não muitos, clubes e associações de cariz continental marcaram presença mas os açorianos ignoraram-na. Ao que este amigo me disse todos, mesmo todos os clubes e associações açorianos foram contactados inclusive as irmandades e as Bandas Filarmónicas mas que só a Banda do Senhor Santo Cristo de Toronto se juntou embora fossem, infelizmente muito poucos. E o Asas do Atlântico? E o Amor da Pátria? E o Sport Club Angrense? E o Vitória de Setúbal? Onde estavam eles? E a Casa dos Açores agora debruçada numa grande obra de recuperação da sua sede social na College Street que nem sequer pode comprar dois ou três bilhetes? E quer esta Casa Regional representar os açorianos. Dá-me vontade de rir. O que eles querem, a Casa dos Açores, é representar apenas a maioria dos imigrantes açorianos aqui radicados, que são micaelenses. Sempre foi desde a sua formação e muito me recordo, com saudades, das crónicas do jornalista Oscildo Couto, alguns anos atrás. O resto é areia para os olhos dos açorianos e do Governo Regional dos Açores. Estou muito desiludido, como açoriano, natural da Ilha Terceira, da cidade da Praia da Vitória, desta divisão doentia. Frequentar a Casa dos Açores ou Casa dos Micaelense, não farei pois está ali em força para serem eles apenas os únicos representantes do povo açoriano radicado aqui no Ontário, queiramos ou não, e serão os outros que terão forçosamente de abraçar aquele Clube e não eles, a Casa dos Açores, de ter de abraçar e colaborar com todos os outros. Para vosso conhecimento gostaria de relembrar aqui uma clausula e que esteve em força no pacto social da Casa dos Açores, desde a sua formação, então chamada de Toronto, e que tinha como principal objectivo, com a formação desta Casa, no apoio incondicional à secessão dos Açores da nação portuguesa. Vejam só, QUERIAM DEIXAR DE SER PORTUGUESES, e isto tudo após o 25 de Abril, o que nos dá a radiografia dos pioneiros daquela casa ser gente Salazaristas e Fascistas, ali acoitada. Só que anos atrás, não muitos, esta clausula anti-portuguesa, foi, e muito bem, eliminada. Mas será que as mentes foram também libertadas? Não me adianto mais nesta minha crónica. Só lamento, mais uma vez, a falta de união das nossas gentes dos Açores. É prova real da inércia de uns quantos e da esperteza de outros que em nome dos Açorianos andam a bater às portas dos governos de cá, e de lá, para apoios e dinheiro, tudo em nome UMA SÓ CASA PARA TODOS OS AÇORIANOS. Por mim esqueçam-se disso pois que não me representam nem nunca o farão. Estou farto e cansado de espertalhões, malabaristas e de manipuladores. Embora venha de uma família que se dedicavam à agro-pecuária isto não é sinónimo de que vá, como os outros, em manada, e tenha sempre o pastor com a vara pronta para dar-me nas orelhas sempre que mude de rumo ou de...opinião.


 
Página 30 de 158

Página Anterior

Página Inicial

Página Seguinte

© Venus Creations. Todos os Direitos Reservados.