Comentários

Página 2 de 157

Com um total de 1567 comentários.

Página:  Anterior  1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14  15  16  17  18  19  20  21  22  23  24  25  26  27  28  29  30  31  32  33  34  35  36  37  38  39  40  41  42  43  44  45  46  47  48  49  50  51  52  53  54  55  56  57  58  59  60  61  62  63  64  65  66  67  68  69  70  71  72  73  74  75  76  77  78  79  80  81  82  83  84  85  86  87  88  89  90  91  92  93  94  95  96  97  98  99  100  101  102  103  104  105  106  107  108  109  110  111  112  113  114  115  116  117  118  119  120  121  122  123  124  125  126  127  128  129  130  131  132  133  134  135  136  137  138  139  140  141  142  143  144  145  146  147  148  149  150  151  152  153  154  155  156  157  Seguinte
Mensagem:  2077
Data:  5/11/2013 11:03:44 AM
Nome:  Jorge da Dundas
País:  N/A
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Muito agradecido pela sugestão de relaxar-me vendo, esta tarde, o jogo do Benfica. Como sou muito "aculturado" não esbanjo o meu precioso tempo a ver jogos até porque não sou adepto do Benfica mas sim do Braga. Claro, não nego, ser amigo do Joe, que é ou já foi, seu amigo também. Muito bem. Pode comer o que lher der na real gana, e porcaria também. Mas continuo cá a a pensar, com os meus botões, a razão de se preocupar tanto com a vida privada do Joe. Com certeza que já lhe pediu crédito e ele não lhe deu. Não é? A vida é dele, do Joe, e da sua vida amorosa (as aventuras, se teve, obviamente)só a ele lhe diz respeito ou daquelas que compartilharam a sua alcova. Os outros são apenas especuladores ou, invejosos. Ah, já me esquecia. Não estou mesmo nada nervoso e nada deste mundo altera a minha maneira de pensar e de viver. Agora amigos como você se auto intitula, só se for ao "largo". Bem longe para não ser afetado pelo cheiro pestilento que exala por todos os poros. Que tenha uma boa tarde desportiva lá para a St. Clair pelas vizinhanças do amigo Joe...


Mensagem:  2076
Data:  5/11/2013 9:46:53 AM
Nome:  Nelson
País:  Açores
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
O meu amigo Jorge da Dundas anda muito aculturado de porcaria. Prefiro um bom peixe grelhado do oceano Atlântico que uma tosta com manteiga que mais não faz que aumentar as suas estrias exuberantes. Tenha calma, fique tranquilo, relaxe, veja o Benfica ganhar ao FC Porto esta tarde e aproveite o que a vida tem de bom: amigos e família. Mas com saúde..sabe que essa sua linguagem e o seu nervosismo não aportam nada de saudável. Fiquem as consciências com o peso ou a falta dele. Feliz Sábado, e se quiser encontrar-me, estarei esta tarde 1278 St. Clair Street West, onde qualquer bom benfiquista deve estar, não muito longe do lugar onde o seu amigo transformou a vida de outros num inferno.


Mensagem:  2075
Data:  5/11/2013 8:25:34 AM
Nome:  Jorge da Dundas
País:  N/A
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Chegamos ao ponto caro Nelson dos Açores. Ao momento em que envolve a Comunidade que diz pertencer e que sem ser mandatado a menciona. Deixe-a da mão, se não tem outra coisa para pegar,e deixe também de andar a massacrar os visitantes deste portal. Trate-se com um reputado psiquiatra pois está, ao que me parece, sofrendo duma tara de preseguição já no limiar da esquizofrenia. Fico por aqui e lamento estar a dar corda a desviados mentais, pseudos moralistas nesta conversa estéril de comadres. O seu mal é fome. Vá comer uma TOSTA barrada de manteiga. Mas trate-se. TRATE-SE por favor e deixe os visitantes/leitores deste portal em paz. De moralistas e alcoviteiros está o mundo cheio.


Mensagem:  2074
Data:  5/11/2013 7:52:15 AM
Nome:  Nelson
País:  Açores
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Caro Jorge da Dundas, parece nervoso, não esteja. A andropausa é um posto mas o bom senso também e não é com verborreia dessa categoria nem com o insulto fácil que se defende os valores em que acredita. Não envergonhe ainda mais a comunidade do que o nosso amigo comum, Joe Furtado, o fez ao escarrar nas diversas mãos que lhe têm sido estendidas. Um dos valores da portugalidade, em qualquer parte do planeta, é saber preservar com solidariedade e fraternidade aquilo que é nosso e cuidar dos que cuidam de nós. Ora quanto a este amigo comum, apenas cometemos ambos, um erro de casting - que um dia o proprio Jorge da Dundas -, se não mudar para Jorge da Bathurst, tb irá perceber. Deixo-lhe uma nota: Não podemos pretender ser rigorosos no diagnóstico dos males dos outros e estridentes na sua denúncia, mas depois furtarmo-nos por conveniência a enfrentar os sinais da nossa própria mediocridade. A complacência com interesses minúsculos trouxeram-nos a este irrespirável impasse de acreditar em seres humanos que não são mais que rasteiros vigaristas disfarçados de socialmente admiráveis. Bem sei que é difícil a escolha num mundo tão escasso de amizades credíveis, pois estão minados os nossos passeios pelos timoratos, os calculistas, os pequenos, os que antepõem as suas mesquinhas expectativas e desejos à urgência coletiva. Mas que fique claro o meu ponto de vista, e que dele também faço o meu mea culpa: o nosso principal problema é de credibilidade. Enquanto não nos apresentarmos diante das pessoas como protagonistas credíveis de mudança e de amor, estaremos a faltar ao digno lugar de ser, efectivamente, humano. Quando fingimos que o problema não existe, por cálculo, por manha, prestamos um péssimo serviço aos outros, mesmo que anulemos o seu contrário. Haja coragem moral, chega de gente que se esconde por trás de uma floresta de palavras - como a sua meu caro Jorge da Dundas - para não dizer absolutamente nada. E chega de amigos - como o nosso caro Joe Furtado - que sobre uma brisa suave de frescura, doçura e envolvência, escondem o mais negro e oculto dos vendavais imorais.


Mensagem:  2073
Data:  5/10/2013 6:49:47 PM
Nome:  Jorge da Dundas
País:  N/A
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Claro que começo já a ficar chateado com esse Nelson (sei lá se é)com os comentários difamatórios sobre o Joe Furtado pessoa que conheço há muitoa anos. Nada tenho a haver com o ofendido, só o factor amizade. Nem nunca lhe comprei ou vendi mercadorias. Mas chateia-me andarem por aí, pelas sombras da noite, escudados em pseudónimos, a denegrir a vida alheia. Se esse senhor, se o é, o Nelson, dos Açores, qual o motivo que está tão incomodado com a vida profissional e privada do Joe? Cheira-me, não a ratazanas de esgoto (prafraseando o Joe) mas a alcoviteirice ordinária e, como ele, o chamado Nelson, nada tem para coçar, para entrtenimento, vai de zurzir no "pobre" Joe. Será que o gajo, o Nelson, obviamente, está apaixonado pelo Joe? Nunca se sabe!Ou será que tirou algum curso de catequece e quer agora vestir a batina de capelão e começar a dar sermões de moralidade pela vizinhança sem ter tido, previamente, tempo de olhar-se no espelho? Eu é que fico triste ao ler estas pantominices de vomitar que o dito cujo, esse Nelson açoriano, não ter o mínimo de respeito pela vida privada dos outros. Quanto à honestidade que deixa transpirar nos seus escritos beatificados isso, é coisa mais apurada. É assunto para ser resolvido no Banco dos Réus. É CRIME. Percebeu ou é por acaso de compreensão lenta? Que tenha uma boa tarde e desapareça duma vez para sempre pois está a incomodar os leitores, com essa sarna contagiosa, que num acto de insanidade, upload neste digno portal de gente honesta.


Mensagem:  2072
Data:  5/10/2013 5:16:22 PM
Nome:  Nelson
País:  Açores
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Caro Joe, Ao ler esta troca de mensagens não consigo parar e lamentar. Mas sobretudo, ficar triste. Triste pela forma, triste pelo conteúdo. Conheço-te há muitos anos e tenho o privilégio de ser teu amigo. De te achar humano, sensível, honesto, frontal e verdadeiro. De te reconhecer carácter, e até admirar o teu jeito muito teu de marcar a diferença pela boa disposição contagiante, fosse em contexto profissional fosse em contexto musical. E também, sempre pensei, que o teu risco reputacional era 0 e a forma como te envolves na comunidade, era admirável. Mas..há sempre um más em histórias pseudo perfeitas. E és uma enorme desilusão. E não, não vou usar a tua linguagem rasteira, pois prefiro falar português de Camões e com a dignidade que o meu respeito por ti, merecia. O verdadeiro respeito de uma comunidade não aporta valor quando debaixo de toda uma capa de credibilidade se esconde uma pessoa que actua de má fé, expõe a sua vida privada de forma luxuriante usando, abusando, usurpando tudo o que não é seu. E é dos outros. E se materialismos à parte não bastassem, o mais importante, as emoções, não deviam ser traídas, magoadas, usurpadas. Não se roubam sentimentos. Não se destilam os corações das pessoas. E também não é denegrindo a imagem de terceiros nessa comunidade que se é melhor pessoa. Quando falamos mal de terceiros, só estamos a ver ao espelho os nossos defeitos. Quando se tem telhados de vidro, não se enviam pedras. A verdade, é, meu querido Joe, que não é porque uma comunidade olha para ti com respeito, que te consigas dar ao respeito, porque não dás. A devassa dos sentimentos dos outros, a forma como ludibrias quem te ama, a forma como te apoderas daquilo que não é teu, mostra que não és talhado para amar, não és feito da matéria prima que define as pessoas com humanidade, com seriedade, com a força de caracter. Sinceramente, so posso compreender a tua conduta como um acto de desespero patologico, e o desprezo pelos sentimentos alheios e a luxuria com que expões algo que não foi nem na essencia, nem na forma, nem no conteudo nem na materia, idealizado, sonhado, pensado por ti, como um acto de profunda ingratidão. Espero que sejas muito feliz, mas não magoes mais as pessoas que te entregaram o mundo, a cumplicidade, a amizade e a vida. Que te devolveram os sonhos e te abriram as portas. As pessoas com quem sorrir do teu lado era bom, e com quem neste momento só consegues fazer chorar. Um dia, serão não serão lágrimas de dor, mas lágrimas de pena. De desilusão. De desalento. Sabes Joe, um dia, um velhinho pescador do Pico disse-me que tudo na vida dura o tempo necessário para se tornar inesquecivel como os minutos que demora um peixe a estar vivo ou ter mordido o isco. E que ao nosso lado caminham todas memorias, desde a primeira vez que abrimos os olhos debaixo de água até que as nossas cinzas no mar sejam espalhadas. O segredo, está, em conseguir transformar os momentos unicos e inesqueciveis, durem o tempo que demorarem. E tu, o que conseguiste, com a dimensão gigantesca da tua prepotência moral, foi que mais tarde ou mais cedo, mesmo que custe a desilusão, sejas efectivamente esquecido..por tudo..por todos.


Mensagem:  2071
Data:  5/9/2013 7:46:03 AM
Nome:  Joe Furtado
País:  Canada
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Fico triste e desolado quando recebo mensagens que revelam o baixo carácter de certas pessoas que, em vez de fazerem uma retrospetiva das suas vidas põem, em vez disso, protegidos pelo anonimato afirmações criminosas onde também revelam o baixo caráter e imoralidade do seu interior.
De facto não costumo responder a este tipo de insinuações, normalmente passo ao largo, onde se duvida da minha moralidade e honestidade.
Só para informar o caluniador, ou agressor cobarde, em questão, quiçá saído do mundo dos esgotos de saneamento duma cidade qualquer, que, até ao momento presente sou pessoa bem conhecida e respeitada na comunidade lusa e não só onde, há mais de 40 anos, tenho exercido continuamente a minha atividade comercial sem ter nunca lesado o próximo até pelo contrário.
Sobre a minha vida privada nada tenho a comentar em conformidade com a lei da privacidade que nos governa. Mas deixo aqui uma dica. E acerca da sua vida? Será ela imaculada? Ou terá mais manchas que um trapo encharcado nas fossas sanitárias?
Trate-se minha senhora, ou senhor, se o forem obviamente.

Joe Furtado



Mensagem:  2070
Data:  5/6/2013 3:12:28 PM
Nome:  M. J.
País:  Canadá
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
Quero deixar aqui um comentário dirigido ao presidente deste site . Este pessoa a quem chamam de senhor não passa de uma mera ratazana que nunca chegou por mérito próprio a lado nenhum, ,sem ter que usar outras pessoas para tais fins. Pessoa de carácter muito pobre que com a sua fingida amabilidade consegue enganar os outros,É de entristecer os comentários que tenho ouvido sobre ele. Cordeirinho manso que se esconde atrás de pele de lobo que até dos seus próprios colaboradores fala barbaridades, e depois lhe passa com as mãos pelas costinhas.Infelizmente soube á pouco tempo como ele se portou com alguém que o tirou da lama e que o ajudou a levantar-se é deprimente ainda existir estes seres, mas não fica por aqui pois neste momento encontra-se na U.S.A coma sua nova namorada que será a sua próxima vítima quem sabe. É de lamentar.


Mensagem:  2069
Data:  2/11/2013 1:59:58 PM
Nome:  Jose A. Dias
País:  Canada
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
A 8 de Fevereiro de 1291, nasce, em Lisboa, D. Afonso IV, rei da primeira dinastia portuguesa. Faleceu a 9 de Junho de 1870 - Entao o gajo viveu 579 anos? Que comia ele?


Mensagem:  2068
Data:  2/6/2013 2:20:22 AM
Nome:  Mano Belmonte/Maria Regina
País:  Portugal
E-mail:  Contactar
Website:  Ver Página
Comentário:  
OS NOSSOS MAIORES PEZARES E CONDOLÊNCIAS À ILUSTRE FAMÍLIA DE ANTÓNIO TABICO PELO SEU FALECIMENTO . PAZ A SUA ALMA - DESCANSE EM PAZ! MBelmonte/MRegina


 
Página 2 de 157

Página Anterior

Página Inicial

Página Seguinte

© Venus Creations. Todos os Direitos Reservados.